A popularização dos computadores de bolso – esses aparelhos que ocasionalmente alguém usa para telefonar – e a rede mundial de comunicação entre eles, a internet, estão provocando mudanças radicais nos meios de divulgação de informações em todo o mundo.

Atualmente, os veículos impressos como jornais e revistas perdem leitores, páginas e faturamento. Já sabem que terão de se adaptar ao meio digital, criando sites e aplicativos onde colocarão com a maior rapidez possível as informações obtidas por correspondentes e repórteres.

Não é mais preciso esperar pelos telejornais antes da novela ou o jornal impresso da manhã seguinte para saber o que aconteceu no mundo; pelo contrário, os aplicativos de informação e as redes sociais espalham qualquer acontecimento que alguém considere importante de forma imediata, muitas vezes ao vivo e em cores, com texto, som e imagens. A aldeia global está cada vez mais globalizada.

Até comunidades pequenas, que não contavam com as mídias tradicionais, como boletins impressos e rádios comunitárias dignas desse nome, tem agora nas poderosas redes de comunicação pessoal o meio adequado para disseminar entre seus moradores as informações de interesse do grupo. O caminho é virtual e irreversível.

[Jornalista Eduardo Dantas]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *