João Mires, dono do Cine São João, tinha um cuidado todo especial com a programação de seu cinema durante a Semana Santa.

Mas – coitado! – como árabe, não dominava muito bem a nossa língua.

Certa vez, achando que já repetira demais a exibição dos filmes “A Paixão de Cristo” e “A Vida de São Francisco de Assis”, resolveu procurar outro. Um dia, folheando jornal da Capital, que não lia com facilidade, viu anunciada a película “Santa Fé”.

– Pronto! É este, pensou ele.

Sem mais delongas, resolveu fazer uma surpresa ao padre e aos cascavelenses! E lá estava, na Sexta-feira da Paixão, lotadíssima, a sua casa de espetáculos! Todos aguardavam ansiosamente o filme! É dado o início e… Surpresa geral! É um filme de cowboy, um western daqueles que tem bala pra todo lado, com “bandidos” caindo e morrendo aos montões! João Mires, que também assistia à fita, levantou-se enfurecido:

– Canalhas! Me enganaram! Como é que me mandam semelhante filme para exibir em plena Sexta-feira Santa?

A meninada, porém, que ainda não era capaz de entender a situação, vibrava de alegria! Para eles, era uma verdadeira festa!

E João Mires, bastante aborrecido com o fato, retirou-se do cinema e foi para a sua residência.

[Cascavel 300 Anos]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *